Prefeitura Municipal de Garibaldi

Município de Garibaldi
inicial / secretarias e Órgãos / educação

Educação

Educação
Educação

Secretária: Simone Cristina Rosanelli Chies

As principais funções da Secretaria de Educação são:

Promover o desenvolvimento social do Município, em seus aspectos educacionais;

Planejar, coordenar, executar e controlar todas as atividades relativas ao ensino fundamental e educação infantil do Município;

Executar programas e projetos especiais de assistência ao educando;

Coordenar e manter os serviços de alimentação escolar;

Aumentar e manter o Ided - Índice de Desenvolvimento da Educação Básica;

Garantir a aprendizagem e desenvolvimento integral dos alunos;

Coordenar o programa de transporte escolar que atenda aos educandos da educação infantil, ensino fundamental, ensino médio, ensino superior e técnico;

Coordenar as ações da Educação de Jovens e Adultos no Município;

Cumprir gradativamente as metas do Plano Municipal de Educação - PME;

Estabelecer estratégias para reduzir a evasão escolar;

Construir, montar e conservar os prédios públicos escolares;

Fortalecer as políticas educacionais por meio dos programas do FNDE - Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação.

Os departamentos ligados à SMEd são:

Transporte Escolar, Supervisão e Orientação Escolar, Escolas de Educação Infantil e Ensino Fundamental.

Informações gerais:

Endereço: Rua Júlio de Castilhos, 254
Telefone: (54) 3462-8247 | (54) 3462-8248
Email: educacao@garibaldi.rs.gov.br
Horário de atendimento ao público: 8h - 11h30min | 13h30min - 17h

Educação: Última notícia

27/12/2019

Escolas mantêm hortas diversificadas em Garibaldi

Escolas mantêm hortas diversificadas em Garibaldi
Escolas mantêm hortas diversificadas em Garibaldi

Incentivar as crianças para que tenham contato desde cedo com a natureza e conheçam a procedência dos alimentos é um dos trabalhos realizados pela Secretaria de Educação de Garibaldi, por meio do setor de Educação Ambiental.

Hortas estão presentes em 35 das 37 escolas municipais, estaduais e particulares visitadas pelo setor entre os meses de outubro e novembro. Todas as escolas que possuem hortas envolvem seus alunos nas atividades de plantio, cuidado ou colheita.

“O resgate do vínculo do alimento com a natureza é o pilar do projeto, pois a criança não pode perder a percepção da origem dos alimentos que consome”, afirma a coordenadora Cláudia Maffei. “Vemos que muitas famílias moram em apartamento ou casas com pouco pátio, o que reduz as chances de cultivo de vegetais. Assim, as hortas escolares podem ser uma importante estratégia pedagógica, contando com um aprendizado baseado no contato direto com o alimento e a natureza”, complementa.

As culturas mais presentes nas hortas escolares são: salsa, sálvia, poejo, hortelã e cidreira. Algumas das escolas ainda produzem vegetais diferenciados, como algodão (IEE Professora Irmã Teofânia), erva-mate (EMEF Visconde de Cairu), linhaça (EMEF Barão do Rio Branco), mostarda (EEI Tia Seli), pitaya (EMEI Criança Esperança) e tomate arbóreo (EMEF Madre Justina Inês).

As escolas com maior diversidade de culturas são o IEE Irmã Teofânia, com 44 vegetais diferentes, e a EMEF Pedro Cattani, com 30 tipos de vegetais.

Todas escolas receberam um kit contendo 4 mudas de alface lisa; 6 mudas de beterraba; 2 mudas de salsa; 2 mudas de cebolinha; e 1 muda de tomilho. O recurso para aquisição das mudas é do Fundo Municipal do Meio Ambiente, com aprovação prévia do Conselho Municipal de Meio Ambiente.

veja a notícia com fotos e downloads