Prefeitura Municipal de Garibaldi

Município de Garibaldi

Vice-prefeito Antonio Fachinelli

Vice-prefeito Antonio Fachinelli
Vice-prefeito Antonio Fachinelli

Nome: Antônio Fachinelli
Data de nascimento: 28/12/1961
Filiação: Genuino Fachinelli e Emma Trevisol Fachinelli
Cidade natal: Garibaldi
Onde reside: Comunidade de Marcorama
Casado: Com Dirce Giovanaz Fachinelli
Filhos: Rodolfo e Guilherme
Formação: Técnico Agrícola e superior incompleto em Administração de Empresas
Partido: PMDB (Partido do Movimento Democrático Brasileiro)
Religião: Católica
Profissão: Técnico Agrícola e comerciante
Cargo político: Vice-prefeito

Vice-prefeito Antonio Fachinelli: Última notícia

12/05/2016

Ciclovia Vale dos Vinhedos pode ser retomada

Ciclovia Vale dos Vinhedos pode ser retomada
Ciclovia Vale dos Vinhedos pode ser retomada

“A maior prova da importância deste projeto é esta bela união entre os municípios de Bento Gonçalves, Garibaldi e Monte Belo do Sul, que demonstra a força da região Uva & Vinho no nosso estado”. Com esta frase o Diretor-Geral da Secretaria dos Transportes, Vicente de Britto Pereira, saudou a comitiva que o visitou no Centro Administrativo do Governo do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre, nesta última quinta-feira, 5 de Maio.

Reunidos desde o final do ano passado através do Fórum Intermunicipal de Planejamento Turístico e Econômico realizado pela APROVALE (Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos), fizeram-se presentes no ato Guilherme Pasin e Gilberto Durante, respectivamente Prefeito e Secretário de Turismo de Bento Gonçalves, Lírio Turri e Luciano Benvenutti, Prefeito e Secretário de Turismo de Monte Belo do Sul, Antônio Fachinelli, Vice-Prefeito de Garibaldi, Volnei Christofoli, Subprefeito do Vale dos Vinhedos, Aldemir Dadalt, membro do Conselho Superior da Aprovale e Deborah Villas-Bôas Dadalt, Diretora de Infraestrutura daquela associação e organizadora da iniciativa. “Estamos convictos que este é o momento certo de dotar o principal destino enoturístico do país de um equipamento capaz de trazer segurança, integração regional, mobilidade para turistas e residentes, impactando decisivamente no desenvolvimento social e econômico no Vale dos Vinhedos”, disse a Diretora Deborah ao abrir a reunião, que contou também com apoio do DAER através do Diretor de Operações Rodoviárias, Rogério Brasil Uberti.

Ciclovia nasceu em 2005
Desde 2005 a Aprovale reivindica a construção de uma ciclovia em sua principal via de acesso, a rodovia estadual RS 444, onde estão localizados os principais atrativos turísticos do Vale dos Vinhedos. Este trecho conhecido como “Estrada do Vinho” abriga mais de 30 vinícolas, restaurantes, hotéis, pousadas, comércio e produtores rurais, porém sua rodovia não possui acostamento, áreas de escape, iluminação ou mesmo uma simples calçada para pedestres.“Recebemos mais de 397 mil visitantes só em 2015, porém apenas uma pequena parcela deste público permanece por mais de um dia no Vale dos Vinhedos. A insegurança causada pela rodovia impede o motorista de parar para apreciar a beleza do vale e dificulta seu acesso a muitos estabelecimentos. Inúmeros são acidentes fatais, que crescem ano a ano pela inadequação da estrada atual às atividades do vale. O turista acaba se dirigindo apenas a locais pontuais, reduzindo seu tempo de permanência na região. É clara também a necessidade de possibilitar ao visitante usufruir de degustações e enogastronomia sem depender exclusivamente de automóveis para circular entre as vinícolas e restaurantes. Por fim, a ciclovia também ensejaria a prática de várias atividades esportivas e de lazer para famílias, além de contribuir significativamente para a mobilidade de turistas e dos próprios habitantes do vale”, relatou a Diretora da Aprovale.

O Diretor-Geral Vicente B.Pereira relatou que, ao deixar o cargo em 2011, havia assegurado a verba necessária para o início da obra, porém na mudança de governo estes valores foram realocados para outras rubricas. “Sempre enfatizei a necessidade de se separar as decisões relativas aos transportes em geral das ações relacionadas ao setor turístico, pois claramente obedecem a diferentes diretrizes. Participei ativamente do nascimento deste projeto de ciclovia, conheço profundamente a região Uva e Vinho e estou absolutamente convencido da sua importância, não apenas socioeconômica, mas também para a cultura do vinho no nosso estado. Por isso apoiarei todos os esforços para que este processo chegue a bom termo junto ao governo do RS”. Na ocasião, Vicente solicitou ao Diretor Uberti retomar também o projeto de regularização do fluxo de veículos na RS 444, estipulando horários adequados para escoamento da produção, tráfego de veículos pesados e de turismo. Rogério informou que o projeto já está pronto para aprovação e poderá ser encaminhado paralelamente à atualização orçamentária da licitação da Ciclovia Vale dos Vinhedos. O Secretário Gilberto acrescentou que um abrangente projeto de paisagismo complementar já foi aprovado pela Prefeitura de Bento Gonçalves, ampliando os benefícios que a ciclovia promoverá na região.

Licitação e Contratação originais continuam válidas para obra
A parceria entre o DAER e a Aprovale data de 2009, quando a associação adquiriu e entregou em comodato uma Estação Total de Topografia para que o órgão pudesse desenvolver o projeto da Ciclovia. “Elaboramos um projeto completo, com todos os equipamentos necessários para garantir a segurança, a mobilidade e prática de ciclismo em um trecho inicial de oito quilômetros, que poderia ser ampliado a qualquer momento em que houvesse necessidade”, informou o Diretor Uberti durante a reunião. Em 2010 a Central de Compras do Estado – CECOM/RS tornou público o Edital de Concorrência para as obras de terraplenagem, drenagem, pavimentação asfáltica e sinalização em 8,258 km da ERS/444, no trecho intitulado “Ciclovia Vale dos Vinhedos”. André da Costa Eifert, representante da empresa Simonaggio & Cia Ltda, vencedora da licitação que permanece válida até hoje, também participou da reunião em Porto Alegre e informou que está apto a iniciar a obra, dependendo apenas da atualização do orçamento, em 2010 estimado em R$ 5.369.764,01. “Se depender de nossa empresa, este será um dos mais belos equipamentos dentro do enoturismo, pois este projeto é digno de primeiro mundo”, entusiasmou-se Eifert frente à possibilidade de finalmente ver a licitação que venceu em 2010 se tornar realidade.

Prefeituras e Setor Vinícola unidos pela Ciclovia
Várias entidades ligadas ao setor vitivinícola já declararam seu apoio à obra, com destaque para Ibravin, SEGH Uva & Vinho e ABS-RS. Dentre os presentes, o Secretário Gilberto Durante, que também representou a AtuaSerra, comprometeu-se a apresentar os dados do impacto socioeconômico que a obra causará na região Uva & Vinho. Orestes de Andrade, Diretor-Geral do Gabinete de Comunicação - RS foi convidado pela comitiva a acompanhar a reunião dada sua representatividade na promoção do setor vitivinícola, expressando ser fundamental que um interlocutor respaldado como o Diretor-Geral Vicente possa auxiliar o encaminhamento do projeto ao governo do RS. O Prefeito Lírio Turri enfatizou que, mesmo este primeiro trecho da ciclovia não alcançando Monte Belo do Sul, tudo fará para viabilizar sua ampliação até seu município na sequência. Na mesma linha, Antônio Fachinelli, Vice-Prefeito de Garibaldi, declarou que considera estratégica a localização da ciclovia neste trecho, pois dali será facilmente ramificada em direção aos três municípios que integram o Vale dos Vinhedos. Para o Prefeito Guilherme Pasin a Ciclovia Vale dos Vinhedos será o gatilho para a viabilização de diversos outros projetos de desenvolvimento turístico e econômico que dependem da revitalização da RS 444. “Nosso empenho nesta obra é total, o governo do RS poderá contar com nosso total apoio e as diligências necessárias para que ela se concretize no menor prazo possível. Cuidarei pessoalmente do agendamento das próximas reuniões para que nossa comitiva solicite sua imediata retomada junto às Secretarias Estaduais de Turismo e de Transportes”. Os integrantes da comitiva acordaram levar sua solicitação ainda nesta primeira quinzena de maio às Secretarias responsáveis e na sequência solicitar audiência junto ao Governador Sartori.

O Vale dos Vinhedos é a principal região produtora de vinhos finos do país, certificado como Denominação de Origem em 2012 e tombado como patrimônio Histórico e Cultural do Rio Grande do Sul no mesmo ano. Sua vocação turística cresce ano a ano e foi reconhecida pela prestigiada revista americana Wine Enthusiast, que o elegeu entre os 10 melhores destinos enoturísticos do mundo.

Para o Presidente da Aprovale, Márcio Brandelli, a retomada da Ciclovia seria a boa notícia capaz de dar o impulso necessário ao desenvolvimento da principal região vinícola do país – ao invés de loteamentos residenciais ou fábricas, poderá ser mais lucrativo transformar as belas colinas do Vale no paraíso de atividades de esporte e lazer para famílias e visitantes apaixonados pelo bom vinho brasileiro.

* Fonte Aprovale

veja a notícia com fotos e downloads