Prefeitura Municipal de Garibaldi

Município de Garibaldi

Brasão

Brasão
Brasão

O Brasão Municipal de Garibaldi, assim se descreve em termos heráldicos: "Escudo samnítico, encimado pela coroa mural de oito torres, de argente, em, campo de argente, posto em abismo, em escudente de blau com três flores-de-liz de jalde em roquete, tendo em chefe um lambel de goles e timbrado de uma coroa de Conde; acantonados, cachos de pâmpanos ao natural. Como suporte à destra e sinistra do escudo, um listel de goles, contendo em letras argentinas o topônimo "GARIBALDI" ladeado pelos milésimos 1870 e 1900; firmados no listel.

O Brasão tem a seguinte interpretação simbólica:

a) o escudo samnítico, usado para representar o Brasão de Armas de Garibaldi, foi o primeiro estilo de escudo introduzido em Portugal por influência francesa herdado pela heráldica brasileira como evocativo da raça colonizadora principal formadora da nossa nacionalidade;

b) a coroa mural que o sobrepõe é o símbolo universal dos brasões de domínio que, sendo de argente (prata), de oito torres, das quais apenas cinco são visíveis em perspectiva no desenho, classifica a cidade representada na Segunda Grandeza, ou seja, sede de Comarca;

c) a cor argente (prata) do campo do escudo, e símbolo heráldico de paz, amizade, trabalho, prosperidade, pureza e religiosidade;

d) e abismo, centro ou coração do escudo, o escudete de blau (azul) com flores de liz de jalde (ouro) em roquete e o lambel de goles (vermelho) reproduz s armarias de Conde D`Eu, lembrando a colônia de Conde D`Eu que deu origem à cidade de Garibaldi.

e) a cor azul (blau) simboliza a justiça, nobreza, perseverança, zelo e lealdade; o metal ouro (jalde) representa a glória, grandeza, riqueza, esplendor, soberania; o vermelho (goles) é símbolo de amor-pátrio, dedicação, audácia, intrepidez, coragem, valentia;

f) acantonados, os cachos de pâmpanos (uvas) ao natural, lembram a viticultura, uma das principais atividades econômicas do Município;

g) no listal de goles (vermelho), em letras argentinas (prateadas), inscreve-se o topônimo identificador "GARIBALDI", tido em homenagem a Giuseppe Garibaldi, herói de dois continentes, um dos mais vigorosos braços posto a serviço da República Farroupilha; o milésimo de "1870" assinala a data da criação das Colônias Conde D`Eu e Princesa Isabel e, por conseguinte a da fundação da cidade e o milésimo de "1900" de sua emancipação política.

Fonte: Lei Municipal Nº. 1.127, de 1º de outubro de 1971.